Terça, 25 de Janeiro de 2022
34°

Nuvens esparsas

Cuiabá - MT

Política DESCONFORTO NO DEM

Jayme cita falta de pré-candidatos e prevê dificuldades em 2022

Deputados Eduardo Botelho e Dilmar Dal'Bosco estão preocupados com a "falta de articulação" Garcia para as eleições de 2022.

12/05/2021 às 06h05
Por: Redação. Fonte: CÍNTIA BORGES | MIDIANEWS
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Líder do Democratas em Mato Grosso, o senador Jayme Campos afirmou que os deputados Eduardo Botelho e Dilmar Dal'Bosco estão preocupados com a atual "falta de articulação" da sigla visando as eleições de 2022.

Segundo Jayme, atualmente há apenas seis pré-candidatos à vaga de deputado estadual. Sem um número expressivo de nomes, a sigla teria dificuldades de se eleger alguém, já que não há mais coligação entre os partidos.

Senador apontou temor de Botelho e Dilmar por falta de articulação de Garcia pelo Democratas 

“É preciso fazer um trabalho de convencimento com as pessoas para se filiar, não só homem, mas também mulheres. E é aí que está o descontentamento do Dilmar e do Botelho, da minha parte não”, disse Jayme.

 

“Até porque eles podem ficar sozinhos [Dilmar e Botelho]. Hoje, pelo que me consta, o partido não tem nem seis candidatos a deputado estadual. Como vai eleger alguém? Se continuar as regras do jogo, sem coligação, o partido terá muita dificuldade”, emendou. 

Jayme confirmou que a sigla não conversa atualmente sobre política por conta da segunda onda da pandemia da Covid-19. Este é um dos argumentos do presidente do DEM, Fabio Garcia, para rebater as críticas de aliados.

O senador disse acreditar que logo mais Fábio deve agendar reunião com os democratas.

 

“Tem que se preparar, trabalhar e se organizar. Tudo de última hora, de afogadilho, não sai com a devida perfeição. O presidente Fábio Garcia, com certeza, estará aliviando os seus negócios empresariais e vai se dedicar aos Democratas”, afirmou.

 

Rebateu críticas

Na última semana, o deputado Eduardo Botelho sugeriu que Garcia deixe o comando do DEM se continuar a não tratar sobre o processo de 2022.

Fábio rebateu dizendo que as articulações para as próximas eleições estão paradas devido a pandemia. Mas que assim que os índices de contágio abaixarem, irá começar as articulações.

Ele também adiantou que a intenção da sigla é lançar nomes fortes a deputado estadual e federal.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.